segunda-feira, 7 de setembro de 2009

SUDAN FASHION WEEK

















Tem gente que se acha corajosa desafiando as convenções da moda.
Mas Lubna Hussein é mais que corajosa: ela é foda!

Lubna, jornalista que trabalhou recentemente para a ONU, foi condenada hoje a 40 chibatadas no Sudão e a pagar cerca de U$ 200 em dinheiro. Acusação: usar calças. Segundo os acusadores, a jornalista se vestia "indecentemente" desafiando a lei do islã. A chibatada deixa cicatrizes permanentes.

Lubna apelou da sentença e foi para o julgamento em Khartoum, Sudão, vestindo o mesmo par de calças com o qual foi presa, em julho.

Lubna é viúva, tem 34 anos. "Não vou pagar um centavo", disse, após sair do julgamento. O juiz então a ameaçou dizendo que, se ela não pagasse, a jogaria na cadeia por um mês. Ela disse que topava. "É uma chance de examinar as condições das cadeias".

“Eu sou muçulmana. Eu entendo a lei do islã. Mas eu pergunto: que passagem do Corão diz que a mulher não pode usar calças? Isso não é legal".

Curiosamente, lembrei que Lubna é o nome da personagem lolita de Ranxerox, o clássico de Tamburini e Liberatore. E mais curioso ainda: Liberatore está vindo para o FIQ de Belo Horizonte. Confirmadíssimo!

Então, um brinde a Lubna!

Um comentário:

Lalo Arias disse...

JB,
A citação da Lubna me forçou a comentar: há uma versão amalucada do Ranxerox
(San), coisa de minha lavra. Suspendi o blog temporariamente por ter sido sinalizado como IMPRÓPRIO! Mas voltarei. Me divirto muito fazendo.
Abraço
www.ranxeroxsan.blogspot.com