sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

GAUCHE

banda: solana
vocal: juliano gauche, um cara q eu convidaria para minha festa de aniversário pq não vive em meio à mentira
e mais: bento e murilo abreu e rodolfo simor
origem: vitória (es)
destino: infinito
minha opinião: eflúvios de azymuth, uma brisa psicodélica, bass beat (nessa canção) que traz boas lembraças de sly & family stone, uma alegria cercada de angústia que reúne a sunshine band com a vertiginosa queda de tim buckley.












direção: alex cepile
fotografia: alex cepile e manoella mariano
edição e finalização: alex cepile e perez lisboa
[ Z creations ]
apoio: olhos coloridos

3 comentários:

zema ribeiro disse...

gauche é o cara! já viste o disco que ele e o duo zebedeu dedicaram ao repertório de sérgio sampaio?: "hoje não!". abraço!

el pájaro que come piedra disse...

zema, conheci o gauche de forma inusitada, o cabra tava cantando em cima de uma mesa da skol numa praça de cachoeiro do itapemirim com o duo zebedeu.
escrevi de prima sobre o disco com o repertório sampaiófilo.
fe-no-me-nal!

paranax disse...

feroz!