sexta-feira, 1 de outubro de 2010

FIM DE SEMANA













andar de chinelo de dedo pelo bairro, pilhérias com o garçom e o manobrista que gostam de ser chamados pelo nome.
aceitar o convite da soraya do brechó para uma roda de samba às 16h do sábado, catar restos de móveis velhos jogados nas caçambas de lixo e fazer novos móveis com eles...
e tomar banhos menos planejados, e fazer carinho em todos os cachorros do bairro que saem para passear...

não tem porteiro, não tem caixa de correspondência.
não tem lobby, não tem sofá para visitas no hall de entrada.
o carro mais luxuoso nas garagens é um novo uno.

olhando para os pés e pensando na menina valente, que acorda cedo e enfrenta o bullying do trânsito, os motoqueiros que a agridem em volta do carro achando que são sexy.

fotografar com o celular os grafites noturnos nas caixas de eletricidade urbanas.
maravilhar-se com meninas com asas de borboleta na feira de manhã.

se o santos ganhar, comemorar com um sorriso largo no empanadas.
se perder, abrir a garrafa de vinho em casa e admirar o lustre feito com garrafas de coca.

todos os astros alinhados, tudo em paz e harmonia.
debate no sofá sobre o novo piercing da garota.
acho que não é mais tempo de sonhar com uma mega-sena, tudo que tinha para dar certo já deu.

3 comentários:

Anônimo disse...

Nada a declarar, JB. Apenas que um texto tão legal não poderia ficar sem comentário.

Abraço,

Alemão

isabela disse...

"catar restos de móveis velhos jogados nas caçambas de lixo e fazer novos móveis com eles..." é o que eu queria fazer (continuar fazendo) pro resto da vida. se desse pra viver disso. mas não dá.

bjs pra vc!

Anônimo disse...

Sim, JB, você está certíssimo....
Há tantas coisas que o dinheiro não compra....

Lembrar de alguém que partiu.
Ver velhinhas varrerem a calçada pela manhã, conversando com as amigas, relembrando o que passou. E talvez até ver um pássaro banhar-se na orquídea que deu flor.
Pensar no jogo do corinthians de domingo.
Tomar um café bem forte, com pão e manteiga, simplesmente.
Não, definitivamente, mega-sena alguma poderia comprar esses momentos.